O que é uma junta espiral?

O conceito da junta espiral  foi desenvolvido lá pelo 1912 para atender as necessidades crescentes de selamento de produtos de refino e químicos que exigiam cada vez maiores temperaturas e pressões. Até hoje e cada vez mais é a junta de preferência nas mais variadas industrias.

 

A capacidade de uma junta para se “recuperar”, é o fundamento básico de uma boa vedação. Em operação são usuais flutuações de temperaturas e pressões, vibrações, desalinhamentos pequenos, perda de aperto dos parafusos por estrese ou pequenos deslizamentos. A junta espiral atende este requerimento bem melhor que a maioria das outras. E o segredo está na fita espiral metálica com forma de “V” que funciona como uma mola carregada criando uma vedação extremamente resiliente. Os material de “recheio” da espiral, usualmente grafite ou PTFE, são os que realmente vedam a passagem dos fluidos através dos flanges

 

Tipos de Juntas Espiraladas:

 

A junta espiral combina a robustez de ser semi-metálica, com a facilidade de instalação e alta durabilidade. Plastiveda oferece os três tipos de Juntas Espiraladas. O seu uso dependa da aplicação, o tipo de acabamento dos flanges e as óbvias condições de pressão e temperatura

  • PV-11 (Clique aqui) É a de construção mais simples. Os seus diâmetros internos e externos são reforçados com várias voltas de fita metálica para dar maior estabilidade e recuperação. Usualmente usadas em castelos de válvulas, flanges do tipo macho fêmea, bocas de inspeção de recipientes a pressão etc.
  • PV-13 (Clique aqui) Utiliza um anel externo de centralização que facilita a instalação centrando a mesma com precisão entre os flanges. Por outro lado provê uma grande resistência mecânica contra forças internas que tendem a expulsar a junta do seu lugar
  • PV-13R (Clique aqui) Além do anel externo de centralização adiciona um anel interno de reforço. Os objetivos do mesmo são vários: diminui a erosão das bordas dos flanges, evita que eventualmente a parte interna do espiral se “desarme” por excesso de aperto, provê maior resistência a forças radiais e limita a pressão de aperto.

 

Principais Aplicações:

 

O seu uso se estende a praticamente todas as indústrias. A combinação de matérias de construção pode variar de acordo a cada aplicação e assim cobrir praticamente todo o espetro de produtos químicos manipulados. Por serem semi-metálicas suportam altas temperaturas e pressões. Por todas desta caraterísticas, podem ser consideradas como Juntas Universais

 

Instalação:

 

Para obter um ótimo resultado a Junta deve ser instalada corretamente. Sugerimos fortemente, ler com atenção o nosso Ebook: 6 Dicas Para Uma Vedação Perfeita